Comportamento de profissional

02/07/2010

Como deve um bom profissional encarar a empresa para a qual trabalha? Apenas como uma fonte de sobrevivência ou como sua própria casa? Por mais estranho que possa soar aos ouvidos ignorantes, o profissional que não colocar o “chapéu do dono” será sempre um derrotado.

Em uma reunião gerencial, o gerente responsável por uma unidade de um grupo de empresas disse distraidamente para o dono: “Você ia ver o lucro da minha unidade se ela fosse minha!”. Pegou muito mal! Após a reunião, o proprietário me chamou e disse que estava com vontade de demitir o tal gerente. “Por que ele falou aquilo? Por que ele já não faz acontecer hoje o tal lucro, afinal ele é o responsável e tem autonomia para muitas decisões? Por que ele não se comporta como se fosse eu (o dono)?”. Brigas à parte, o gerente expressou inadvertidamente um sentimento muito feio e odiado pelos acionistas de qualquer empresa: ele decididamente não se comporta como se fosse o dono. O sonho de qualquer empresário ou presidente é que seus gerentes comportem-se como se fossem donos da empresa. Este sonho, na sua forma mais ideal, seria estendido para todos os funcionários. Do porteiro ao diretor, todos usam o “chapéu do dono”. Já escrevi sobre este tema no artigo 237, mas o assunto é recorrente. Quem não olha para o patrimônio da empresa e para os clientes como se fossem seus não merece estar onde está. Merece a rua como prêmio. Quem não “sente” a empresa como se fosse sua e não se indigna com o desperdício e com as vendas perdidas, quem não sofre como o próprio dono, não é um bom profissional. Ser profissional não significa ser frio e apenas “fazer o seu”. Significa, ao contrário, ter sangue nas veias e ter muita confiança e respeito pela empresa onde trabalha. Um profissional precisa diariamente motivar a si próprio e à sua equipe lembrando que o salário que ganha é que paga todas as suas contas e a empresa para a qual trabalha é provavelmente o seu único e grande cliente. Portanto, CONFIANÇA e RESPEITO. Já estive diante de gerentes e outros profissionais que ficaram irritados com esta orientação, alegando que estão desmotivados ou que não são valorizados ou que recebem muito pouco. Embora eu respeite estes sentimentos, eu também sei que a orientação de respeitar e confiar na empresa e de se comportar como se fosse dono NUNCA fez mal a ninguém e normalmente tem efeitos oposto: faz com que alguém trabalhe melhor e seja valorizado. Ou que pelo menos tenha forças para procurar um lugar melhor com a cabeça erguida e com segurança no seu perfil. Se pensarmos nos vários maus atendimentos que temos em hotéis, restaurantes, aviões e lojas veremos que eles não aconteceriam se o atendente ou vendedor pensasse como dono.

Veja o exemplo a seguir. Tentei comprar um pointer com laser para apresentações em uma loja chamada Domenico. Este foi o diálogo com o vendedor:

• Liguei para comprar um pointer a laser de mais de 100 mW.

• O vendedor me disse que só tinha para 600 m. Não sabia o que significava 100 mW.

• Eu disse que estava vendo em um site de busca que havia pointers de 200, 400 e até 1000 mW.

• Ele disse que os pointers não vinham com manual.

• Eu disse que esta informação está na cabeça do pointer.

• Ele disse: é mesmo!

• Eu disse: você consegue? Pago adiantado.

• Ele disse: vou tentar. OK?

• Eu disse: você não quer meu telefone para contato?

• Ele disse: Ah, é! Pode me passar?

• Os produtos custam em torno de 400 reais.

• Nunca mais ele me ligou.

Como o dono poderia ficar sabendo? Será que ele tem um bom RH? Como é o processo de recrutamento e seleção? Como ele descreveu o perfil para contratar um vendedor? Quem contrata tem preparação para escolher bem? Como é o treinamento? Como se mede a satisfação do cliente? Existe processo de auditoria? Enfim, todas aquelas “bobagens” que a ISO 9001 ou qualquer programa de qualidade pedem.

O cliente some, o dinheiro também... E o proprietário alega que “a crise está braba!”. Paulo Ricardo Mubarack

051 81 82 71 12

[email protected]

www.mubarack.com.br

http://mubarackconsulting.blogspot.com