Etiqueta empresarial

24/11/2008

Muitas atitudes de executivos em nada contribuem para facilitar os negócios e para tornar o mundo empresarial um lugar digno e freqüentado por pessoas decentes. Vejo mulheres que tentam utilizar sua presença feminina como instrumento de sedução para o crescimento na hierarquia das organizações. Vejo presidentes e executivos de alto escalão praticando assédio sexual de uma forma que enojaria até os piores cafajestes.

Um assunto praticamente inexplorado no ambiente de negócios é etiqueta empresarial. Etiqueta é o conjunto de regras de conduta, seguidas em ocasiões geralmente formais, e que revelam sobretudo a consciência das pessoas sobre o ambiente que as cerca.

Nenhum MBA no Brasil e poucos no mundo abordam este tema que é muito mais importante do que parece ser. Quando se fala em etiqueta, alguns pensam que trata-se apenas da maneira de se comportar à mesa ou de dar tratamento a alguma autoridade. É muito mais do que isto. Entendo etiqueta empresarial como o comportamento esperado de um executivo no ambiente de negócios. Entendo etiqueta como ética e respeito. E vejo muitas atitudes de executivos que em nada contribuem para facilitar os negócios e para tornar o mundo empresarial um lugar digno e freqüentado por pessoas decentes. Vejo mulheres que tentam utilizar sua presença feminina como instrumento de sedução para o crescimento na hierarquia das organizações. Vejo presidentes e executivos de alto escalão praticando assédio sexual de uma forma que enojaria até os piores cafajestes e canalhas das favelas. Vejo piadas sobre as mulheres nos cafés e na rotina. Vejo gestores bebendo em festas das suas empresas muito além do limite. Vejo compradores aceitando brindes e favores de fornecedores de maneira extremamente comprometedora. Ouço piadas racistas e carregadas de preconceitos sobre raças, idade, estética e opções sexuais. Enxergo gente vestida de forma inadequada para os ambientes e ocasiões que freqüentam. Maus modos à mesa, falar muito alto, risadas de “galpão”, interrupções indevidas, celular tocando em momentos inapropriados, falta de higiene, barba por fazer, camisa aberta, saia muito curta, perfume exagerado, emails particulares em ambiente profissional, falar mal de alguém, fofocas. Atos fora da civilização e que comprometem a avaliação e a carreira de bons profissionais tecnicamente.

O que fazer? Simples! Selecionar apenas pessoas educadas e decentes. Usar o serviço inestimável de psicólogos para esta tomada de decisão. Demitir os que se comportam mal. E, eventualmente, promover no ambiente empresarial, discussões e treinamentos sobre etiqueta no mundo dos negócios. Antes de mais nada, é um tema que envolve produtividade e respeito no mundo dos negócios.