Algumas verdades

01/09/2008

Muitas vezes, algumas verdades não são faladas com clareza para os empregados e para os executivos de uma empresa. Por medo, ignorância ou covardia, determinadas atitudes são toleradas e sugam a energia das organizações.

Muitas vezes, algumas verdades não são faladas com clareza para os empregados e para os executivos de uma empresa. Por medo, ignorância ou covardia, determinadas atitudes são toleradas e sugam a energia das organizações. Relaciono algumas verdades a seguir. Faça o melhor uso possível delas em sua empresa.

1. Quem não estuda, está fora do jogo. Analistas, gerentes e diretores sem curso superior é uma aberração que deve ser eliminada.

2. Tolerância zero com pequenos deslizes. A melhor hora para resolver um problema é quando ele ainda é pequeno. Além disto, quando se reprime o pequeno erro, passa-se para toda a equipe a mensagem de que a administração dá importância para aquele assunto e que ela tem o controle da situação.

3. Nenhum gestor é pago para ser ingênuo. Avaliar errado pessoas e deixar-se enganar são opções que não devem constar na cartilha de um gerente.

4. Demitir quem não caminha rápido! Caminhar lentamente é falta de postura e demonstra pouco caso com o trabalho.

5. Estudar rudimentos de matemática. Encontro engenheiros fazendo média aritmética de percentuais. Descubro gestores que não conseguem entender uma fração. Como compreenderão indicadores de desempenho? Quem não mede, não gerencia.

6. Muitos gestores não se preparam para as reuniões. Não estudam os números de suas próprias áreas. O presidente de uma empresa perguntou números importantes para um gestor e este respondeu: “Não sei de cor os números”. Pois deveria saber. Eram números relevantes, não eram detalhes. Esta atitude revela um perfil pouco cuidadoso com a responsabilidade que o cargo exige.

7. Dar retorno rápido para quem pediu algo é questão de educação básica e etiqueta nos negócios. Não retornar telefonemas ou emails é uma grosseria inaceitável.

8. Poucas pessoas têm o hábito de anotar. Assistem a cursos e participam de reuniões como patetas, apenas olhando e não anotando nada. Vão esquecer de pontos importantes.

9. Ler intensamente é essencial. Muitos executivos e gestores não lêem nem um quarto do que deveriam para estar a par do ambiente e das novidades que envolvem seu trabalho.

10. Muitos empregados, em todos os níveis, precisam aprender a obedecer. Quando uma empresa decide implantar um novo procedimento, este precisa ser seguido à risca. Muitos adultos de hoje foram ontem crianças e adolescentes que não tiveram limites em suas famílias e em suas escolas. Precisam ser reeducados e precisam aprender a obedecer.

11. É fundamental eliminar maus hábitos. Vejo muita gente perdendo concentração e tempo com fones de ouvido e com o msn particular durante o trabalho, além da internet e do celular. Funcionários vendendo “coisas” para os colegas dentro da empresa não pode ser permitido.

12. O salário de cada funcionário é um assunto privado, restrito à empresa e a cada empregado. Quando alguém procurar um chefe para questionar por que seu colega ganha mais do que ele, comete dois crimes: está usando um dado confidencial a que não deveria ter acesso e esqueceu de que a empresa onde trabalha é privada, tem dono e este pode pagar o que quiser para quem quiser sem precisar dar qualquer explicação.