Com emoção ou sem emoção?

13/05/2011

Se você aprecia trabalhar com fortes emoções, admita e mantenha na sua equipe gente ruim e sem treinamento. Prepare um sistema ignorando inspeção. Ligue o piloto automático e relaxe. Esta é a receita certa para uma vida REPLETA DE EMOÇÕES. Quando menos esperar, você descobrirá um erro terrível com seu melhor cliente ou um esquecimento que poderá lhe custar um monte de dinheiro. Tudo isto é emocionante e é especial para gestores com "nervos de aço".

Um dia destes, vi uma supervisora sair correndo da sala porque descobriu que seu assistente mandou o arquivo errado com dados operacionais para vários diretores. A cena, antes de ser trágica, foi cômica, digna de filmes de suspense e fez-me lembrar dos passeios nas dunas de alguma praia, quando o guia turístico pergunta: “deseja o passeio COM EMOÇÃO OU SEM EMOÇÃO?”. Ter funcionários ruins, não desenvolver um bom programa de treinamento e não caprichar no processo de recrutamento e seleção sempre nos levará a um mundo “repleto de emoções”, sustos, adrenalina circulando com força, coração disparando, rubor nas faces e outros “tremores” pelos quais não precisaríamos necessariamente passar. Pense, você que é gestor em qualquer nível em sua empresa, quantos sustos maus funcionários já lhe “ofereceram”? Muitos, não é mesmo? Pense, mas não esqueça que o único culpado é você e seu sistema de gestão que selecionou mal, que não foi detalhista no momento da definição do perfil, que treinou de maneira insuficiente, que auditou superficialmente e que mantém profissionais desqualificados na equipe. Ah, não tem dinheiro para contratar gente melhor? Então, reforce, como puder, a automação e a inspeção. Aumente a supervisão e fique colado nos profissionais nos quais não confia.

Sei que é o óbvio, mas não podemos temer o bê-á-bá. Um gesto não é pago para ser ingênuo! Preparar um sistema de gestão ignorando os perfis que terá à disposição é suicídio. Vejo empresas que investem dezenas de milhares de dólares em sofisticados sistemas de TI ou em consultorias, mas esquecem do material humano que possuem. Não atirar pérolas para porcos é um ensinamento milenar, digno de ser citado por Cristo no Evangelho, e que ainda parece permanecer ignorado por muitos gestores vinte séculos depois.

Quando você dorme com vira-latas, você sempre acorda com pulgas. Pode ser engraçado este dito popular, mas é absolutamente real.

Perfil, treinamento e padronização. Acha tudo isto um saco? Não suporta sistemas de gestão, “papinho” filosófico sobre administração e suas melhores práticas e leitura técnica? Se você aprecia trabalhar com fortes emoções, admita e mantenha na sua equipe gente ruim e sem treinamento. Prepare um sistema ignorando inspeção. Ligue o piloto automático e relaxe. Esta é a receita certa para uma vida REPLETA DE EMOÇÕES. Quando menos esperar, você descobrirá um erro terrível com seu melhor cliente ou um esquecimento que poderá lhe custar um monte de dinheiro. Tudo isto é emocionante e é especial para gestores com "nervos de aço".

Não considera o processo de seleção como o mais importante para qualquer empresa? Então, prepare-se para um “passeio” com muitas “emoções”...