Conversas que condenam

07/11/2012

Um assunto pouco falado e que aparentemente tem pouca importância no mundo dos negócios é a qualidade das conversas em uma empresa. Trata-se, entretanto, de tema extremamente revelador da cultura organizacional. Onde as conversas são respeitosas e com assuntos edificantes, os resultados financeiros e o ambiente de trabalho são ótimos. Onde predominam as conversas decadentes, a falta de respeito e a fofoca, os resultados são péssimos e a cultura expele os bons profissionais. Leia este texto e reflita sobre um tema pouco explorado.

Você, CEO, que tipo de conversa você tem com seus diretores? Conversas que dignificam as almas ou conversas ruins, céticas, debochadas?
Você, CEO, valoriza a confiança, a boa fé e respeito ou procede como um mafioso, com agenda oculta, de quem todos desconfiam?

Você, CEO, precisa implantar na empresa que lhe confiaram a cultura das conversas edificantes, das conversas boas, das conversas de trabalho. Um assunto que me preocupa há muitos anos é a qualidade das conversas em qualquer tipo de grupo: família, amigos, empresa. Conversas ruins geram resultados ruins e decadência moral em qualquer agrupamento humano. Analise a qualidade das conversas em sua família, por exemplo. Verifique quais são os assuntos recorrentes, como eles são abordados e qual é a postura das pessoas ao conversar. Respeito com a opinião alheia, predominância de dados e não apenas de opiniões, cultura geral de quem fala, uso de expressões corretas ou excesso de gírias, uso de palavrões. Todos estes atributos das conversas melhoram ou pioram os ambientes e definem qual é o tipo de resultado que podemos esperar no futuro. O mesmo acontece nas empresas. Observo em algumas a predominância do assunto trabalho. São as melhores. Em outras, o tema pode ser a fofoca, o futebol, os salários, os benefícios, os carros e outros pontos que contribuem muito pouco para o desenvolvimento de uma cultura sadia e vencedora.

Não menospreze a importância deste assunto. Examine cuidadosamente a qualidade das conversas em sua empresa e você poderá descobrir muitos furos, identificar quem é quem e verificar oportunidades para melhorar.