Empresa tortas

20/02/2014

ESTRATEGISTA (profundo conhecedor do negócio), ORGANIZADOR e BAD BOY. Estes são os 3 perfis que devem compor uma diretoria, seja de um boteco seja de uma grande corporação. Como não existe a clara compreensão destes perfis, diretorias com frequência são uma mistura confusa e desajeitada de perfis inadequados. O resultado é simples: pouco lucro e perda de espaço para a concorrência. Fui claro?



A maioria das empresas, em qualquer segmento e de qualquer porte, é torta. A explicação é simples: para que uma empresa tenha sucesso, ela precisa entender esta figura:

Como não existe a clara compreensão da necessidade destes perfis fundamentais para que uma empresa tenha sucesso (e com esta divisão do trabalho) e como não existem estes perfis na maioria da empresas com a necessária intensidade, a organização sofre como um time de futebol que não entende claramente a diferença entre um goleiro, um volante e um centroavante e que também não possui jogadores com o talento necessário para vencer o campeonato.


As tarefas de ORGANIZAÇÃO, CULTURA, RESULTADOS, GENTE e ESTRATÉGIA são feitas, mas sem a intensidade suficiente e sem a divisão que se precisa.


Qual é, afinal de contas, o perfil para ser o presidente de uma empresa? Financeiro ou comercial? Técnico ou de relacionamento? A resposta é simples: não basta analisar o perfil do presidente de forma isolada. O perfil dele e de dois ou três diretores deve preencher as três habilidades descritas anteriormente e deve estar acordado entre eles a divisão do trabalho.


A causa do insucesso de muitas organizações (e do pouco sucesso também) é que NINGUÉM ENTENDE SUFICIENTEMENTE DO NEGÓCIO (o ESTRATEGISTA). Como ninguém é craque no negócio, o modelo do negócio não funciona adequadamente. A definição de produtos, o marketing direcionado para este ou aquele tipo de cliente, a precificação, os canais de vendas e de distribuição, os planos de expansão, tudo isto é mal feito, ou pior, é feito de forma apenas razoável. Como resultado, a empresa tem dificuldades na RECEITA.


Internamente, não se implanta corretamente o gerenciamento da rotina com base em padrões e processos e se despreza ou ignora o VALOR DA CULTURA e do DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES. Como resultado, a empresa tem dificuldades em CUSTOS e DESPESAS.


Atenção: o presidente da empresa precisa ter um dos três perfis. Ou ele é um tremendo ORGANIZADOR, ou ele é o ESTRATEGISTA (o profundo conhecedor do negócio) ou ele é O BAD BOY, voltado para cultura e gente. Definido o perfil do presidente, ele precisa cercar-se de pelo menos mais dois diretores que tenham os outros dois perfis de forma MARCANTE. A maior parte dos presidentes e empresários que conheço nem desconfia do que escrevo neste texto. O resultado é previsível: EMPRESA TORTA e POUCO DINHEIRO NO BOLSO DO ACIONISTA e NO CAIXA DA COMPANHIA.


O pior dos mundos: alguns presidentes não são NADA. Não possuem nenhuma das 3 qualidades: não conhecem o negócio (não são ESTRATEGISTAS), não são bons em GESTÃO de ORGANIZAÇÃO e não fazem o tipo BAD BOY (ódio a custos e despesas e amor à cultura, desenvolvimento de gente internamente e perseguição obstinada a resultados). E pior ainda: intrometem-se em tudo, atrapalhando a todos. O cara que não tem nenhum dos 3 perfis NÃO PODE ESTAR NA DIRETORIA, NO CONSELHO OU NA PRESIDÊNCIA DE UMA EMPRESA.


Será que fui claro?