Os bons estão preparados para lidar com os maus?

19/02/2015

Este texto contém muitas perguntas e uma resposta. Parece que os bons perderam o controle da sociedade para os maus. Isto acontece no Ocidente e recrudesce especialmente em sociedades com estruturas fracas, como o Brasil. Nosso sistema de ensino, nossas famílias, nossa força policial, todos parecem de mãos atadas diante do crime, pequeno ou grande, e conseguimos apenas, quando muito, atuar nos efeitos. [... continua]



A coalizão formada por mais de 60 países não consegue evitar o avanço do ISIS em territórios da Síria, Iraque e Líbia. Execuções são postadas nas mídias sem qualquer receio das consequências. Na Dinamarca, um simpatizante do Estado Islâmico matou duas pessoas antes de ser eliminado pela polícia. O assassino já era conhecido pelas autoridades de Copenhagen por comportamento violento. Nos Estados Unidos, um jovem de família mexicana foi morto pela polícia por estar jogando pedras nos automóveis e resistir à prisão. Houve passeata onde os manifestantes protestaram contra a violência oficial, alegando que o infrator estava "desarmado, portando apenas pedras".

A maioria dos assassinos e infratores têm antecedentes e são tolerados, permanecendo soltos até matar. Meu ponto é: a sociedade ocidental precisa endurecer as leis? Contaminados pelos movimentos de direitos humanos, ficamos frouxos e não conseguimos mais proteger nossas famílias, atuando apenas quando os crimes já têm consequências irreversíveis? As "pedagogias dos oprimidos" da vida transformaram o Ocidente em presa fácil para bandidos de todas as espécies? Queremos resolver com flores, advogados e opiniões de artistas o que antes controlávamos com policiais, militares e o braço armado dos Estados? Estamos prisioneiros de um emaranhado de leis, ideias tortas e educação indisciplinada voltadas para uma liberdade que o ser humano não pode ter?

Professores, artistas e jornalistas apenas exaltam direitos e de várias formas protegem a bandidagem ou é falsa esta sensação que muitos têm, mas receiam expressar?

Nesta semana, assisti a uma reportagem na TV onde o traficante brasileiro preso na Indonésia e condenado à morte tem seus "problemas psicológicos" comentados, mas em nenhum momento são reportados os crimes que cometeu. Quem não conhece razoavelmente o caso, pode pensar que a Indonésia está executando um mártir...

Os bons estão realmente preparados para lidar com os maus ou estamos em uma sociedade leniente, preguiçosa e com valores em frangalhos?

Talvez seja a hora do tolerância zero voltar com força nas escolas, nas empresas e em toda a sociedade. Não vejo outra saída, pois os indicadores da violência estão decolando com força. O Ocidente tem forças e líderes para este resgate? Enquanto ignorantes afirmam que “a violência é um assunto complexo”, eu afirmo: existem os bons e os maus. Quando o controle e a repressão afrouxam, os maus vêm à tona. Enquanto isto, ignorantes e covardes falam em educação, desprezando fatos, números e matando o senso de urgência. Até quando poderemos esperar infinitamente apenas pelos frutos da educação?