Se perdeu!

03/02/2011

Esta é uma das frases que mais ouvi nos últimos 20 anos: “... SE PERDEU!”. Empresários e gestores em todos os níveis a empregaram para me explicar porque alguns métodos que eles compraram e implantaram no passado (frequentemente com bons resultados) não estão sendo mais utilizados. A continuidade não acontece, as implantações não se sustentam, os bons resultados vão embora e resta a sentença: “... se perdeu!”.



Esta é uma das frases que mais ouvi nos últimos 20 anos: “... SE PERDEU!”. Empresários e gestores em todos os níveis a empregaram para me explicar porque alguns métodos que eles compraram e implantaram no passado (frequentemente com bons resultados) não estão sendo mais utilizados. A continuidade não acontece, as implantações não se sustentam, os bons resultados vão embora e resta a sentença: “... se perdeu!”.

Uma afirmação triste e medíocre porque revela a incapacidade na gestão. Na realidade, um gestor precisa de apenas três ferramentas: indicadores de desempenho com metas muito claras, planos de ação para atingir estas metas e padrões (mapas de processo, manuais de treinamento, instruções de trabalho e registros) para tocar a rotina. A última etapa de cada plano de ação deve ser SEMPRE a padronização, para que a inovação implementada seja mantida. “SE PERDEU!” é triste e medíocre porque revela também a falta de cuidado com o próprio dinheiro e com o tempo investidos em um projeto.

Um agravante: ouvi esta frase em empresas de todos os portes, em todos os setores e nas áreas privada e pública. Parece que evoluímos muito pouco no gerenciamento das organizações. Apesar dos movimentos e dos programas regionais da qualidade, apesar dos MBAs, apesar do intercâmbio internacional, a realidade é que evoluímos muito pouco. Uma causa: temos escolas péssimas que não ensinam LÓGICA. Você pode questionar qual é a relação entre LÓGICA e GESTÃO. A LÓGICA, assim como a DISCIPLINA, está na base do desenvolvimento. Estamos crescendo economicamente no Brasil, mas o desenvolvimento é pífio. Em geral, norte-americanos, europeus e asiáticos estão cinquenta anos na nossa frente em tecnologia e em gestão. LÓGICA e DISCIPLINA não são ensinadas em nossas escolas e o resultado é mão-de-obra gerencial de péssima qualidade. Os otimistas idiotas de sempre ficam encantados com o empreendedorismo brasileiro, mas empreendedorismo sem preparo técnico é uma aventura muito perigosa. Alguns imbecis afirmam que o ensino acadêmico não importa tanto assim e cursos universitários não presenciais e de curta duração estão proliferando, o que caracteriza um comércio vergonhoso de diplomas. Quem sofre? As empresas, que jogam fortunas no lixo com o “... SE PERDEU!”. E quando as empresas sofrem, toda a sociedade passa mal. O remédio? Em primeiro lugar, não se iluda. Quase todos, bons e ruins, estão ganhando dinheiro atualmente no Brasil. Em segundo lugar, tente quebrar o ciclo de mediocridade do SE PERDEU e organize seus processos de seleção e treinamento para evitar a tragédia do desperdício e da descontinuidade. Contrate as melhores consultorias, implante um SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO e tenha um RH de verdade, que entenda profundamente o seu negócio e que priorize LÓGICA e DISCIPLINA em todos os cantos de sua empresa.