Seu dinheiro vai para o lixo

05/03/2015

Quem não conhece profundamente um problema, não sabe identificá-lo com indicadores de desempenho, não sabe segmentá-lo com Pareto, confunde problema com causa, desconhece método para identificar as causas fundamentais de um problema, mistura meta com plano de ação (acha que a meta é, por exemplo, implantar uma nova linha de produção, ou que meta é abrir mais seis lojas), não corre o risco de fazer um bom plano de ação. Esta é a realidade de 99% de nossos gestores, executivos e empresários. São espertos, empreendedores, mas despreparados. [continua...]

Este texto tem um destinatário direto: o dono da empresa. Podem se beneficiar do conteúdo gestores em quaisquer outros níveis, mas esta é uma carta para o dono da empresa.

Saiba que faço consultoria há 18 anos. São milhares de horas em contato direto com os bastidores de uma organização, muitas vezes seu submundo. 99% deste tempo fiz o trabalho diretamente nas empresas, abrangendo fábricas, lojas, CDs, salas de Conselhos de Administração e os escritórios dos gerentes, diretores e presidentes. Saiba, também, que este background me autoriza a afirmar que seu dinheiro está indo para o lixo todo o dia e você nem percebe. Não me tome por um terrorista nem por alguém    que faz afirmações deste tipo de maneira irresponsável. Sou apenas um consultor que escrevo artigos tentando ajudar na criação de riqueza para a sociedade através do seu núcleo, as empresas fortes.

Em 2001 participei de um congresso sobre gestão em Charlotte, Carolina do Norte e fiquei muito impressionado com um dado fornecido pelo consultor Philip Crosby, que faleceria naquele mesmo ano: sua empresa fez uma pesquisa nos Estados Unidos e chegou no impressionante número de desperdício equivalente a 25% da receita líquida das empresas. Em outras palavras, na média, uma empresa joga no lixo ¼ do seu faturamento em desperdícios que poderiam e deveriam ser evitados. Achei o número exagerado, mas pensei: “se for metade deste número, já temos uma tragédia”. Pois passados 14 anos, a minha convicção de que o número do Dr. Crosby era um exagero vai se desvanecendo e a crença vai chegando perto dos 100%. E sabe por que o seu dinheiro vai para o lixo sem que você ao menos se dê conta disto? Porque nem você nem seus gestores prestaram atenção quando inúmeros livros, palestras, cursos e consultores falaram sobre MASP – Método para Análise e Solução de Problemas. Neste método, caso você não lembre, ensina-se que, antes de qualquer plano de ação (INVESTIMENTO, GRANA, DINHEIRO), seus gestores deveriam abordar o problema gerencialmente, isto é, identificando com profundidade as causas fundamentais do problema. Eles deveriam identificar claramente o problema (se você acha que a frase “o problema é falta de recursos, falta de gente, falta de qualquer coisa” está correta, você deve contratar alguém com urgência para ensiná-lo que estas frases NUNCA poderão caracterizar corretamente um problema), segmentá-lo com gráficos de Pareto e analisar detalhadamente quais são as verdadeiras causas deste problema, usando diagrama de causa e efeito, teste de hipóteses e outras ferramentas estatísticas. Somente depois de CONHECER PROFUNDAMENTE O PROBLEMA E SUAS CAUSAS, seus gestores têm autoridade para sentar à sua frente e pedir dinheiro para o plano de ação. Entretanto, você é o grande responsável por jogar seu próprio dinheiro no lixo, pois você ignora este método, não estuda o que deveria estudar, confia apenas no seu “faro” e permite que gente despreparada proponha investimentos (aquisição de equipamentos, aquisição de softwares, contratação de pessoal) sem a MÍNIMA NECESSIDADE.

Não pense que escrevo com raiva ou de forma agressiva. Escrevo de forma direta porque acredito que todos devemos ficar ricos e que a pobreza torna indigna a vida dos seres humanos. Para eliminar a pobreza, eu preciso que você seja cada vez mais rico e próspero pois adoro o liberalismo e o capitalismo. Muitos consultores, professores e similares são covardes, porque sabem desta verdade, mas tangenciam o ponto chave. O resultado é o pior possível: empresas grandes e fracas. Empresas com estruturas desproporcionais aos seus lucros. Pouco dinheiro no bolso de todo mundo, pouco investimento (e mesmo o pouco investido vai para o lixo) e uma sociedade de empresários e gestores sem o preparo suficiente. Se você não atingiu alguma meta no ano passado saiba que a causa é única: faltou conhecimento dos problemas para você e sua equipe. Se você continuar apenas responsabilizando o governo, o dólar e a China, você não sabe o que está dizendo e está jogando contra sua própria meta. Invista em conhecimento sobre gestão, invista em MASP, invista em conhecer seus problemas com profundidade. Pare de aturar gerentes e diretores que querem resolver tudo com o SEU TALÃO DE CHEQUES. Só você pode tomar esta decisão.