Veja onde funciona e copie

22/04/2013

Observo muitos profissionais debatendo-se para implantar soluções em suas empresas, sofrendo pressão e não conseguindo atingir suas metas. Minha orientação é simples: “veja onde funciona e copie”. A taxa de “bunda na cadeira” é altíssima entre nossos gestores e técnicos e eles tentam, em reuniões improdutivas e sonolentas, reinventar a roda. Tempo e dinheiro jogados no lixo. Copiar sem pudor é uma virtude que poucos até agora realmente entenderam. A preguiça e a soberba incentivam este tipo de erro que tem graves consequências para qualquer organização.

Simples assim. Esqueça o resto. Criatividade você mostra apenas para sua mãe. Ela vai adorar. Inovar somente após muitos testes e com o cálculo que mostra se você suporta a porrada caso algo dê errado.

Atenção: isto não significa ser atrasado, não lançar produtos novos e qualquer outra coisa do gênero. Significa apenas que em 99% dos casos, outros já fizeram e que basta você copiar sem os custos do pioneirismo. Especialmente em áreas de apoio, a cópia deve ser feroz. Você precisa estar sempre farejando as boas práticas e transformar o princípio de “veja onde funciona e copie” um valor para sua organização.

Busque obstinadamente as melhores práticas para realizar suas ideias, dentro ou fora da sua organização, adapte-as à realidade da empresa e melhore-as continuamente. As empresas e seu pessoal gostam de contar histórias de sucesso. Basta perguntar. Já ouvi dizer que as melhores práticas não geram vantagem competitiva sustentável, pois são fáceis de copiar. Isso é bobagem. Copiar não é simples como muitos podem pensar. Copiar é definir com precisão a necessidade, pesquisar onde funciona a solução, ir lá e copiar, adaptar à sua empresa, criar o novo padrão, treinar todo mundo, colocar para funcionar, acompanhar os resultados e auditar para eventuais ajustes.

Somente a arrogância e a soberba podem impedi-lo de copiar sem nenhum pudor o que já funciona.

Ah, nunca esqueça de eleger as empresas e as pessoas que você admira e que sabe serem muito melhores do que sua empresa ou do que você. Grude nelas e pergunte e copie despudoradamente. Quem usa “saltinho XV” não chega a lugar nenhum, reinventa a roda e perde dinheiro. Quem é vagabundo também. Coloque um tênis, um jeans e uma camiseta e pé na estrada, atrás de quem sabe muito mais.

Paulo Ricardo Mubarack